segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Fortaleza

Seja forte. Seja forte. SE.J.A.F.O.R.T.E!
Este mantra, meio que macabro às vezes, acompanha todos os dias. Da hora em que acorda a hora que vai se deitar. Apenas deitar, porque dormir não é opção para quem precisa ser forte.
“Sono é para os fracos”, “O que você faz das 23 às 6h? Então, aproveite este tempo!”, “A noite é dos criativos, dor produtivos, dos campeões!” ... Frases feitas, frases soltas, clichês desgastados, mas que todos os dias são ditos de novo, de novo, de novo .
E que são ouvidos, absorvidos, engolidos a seco, goela abaixo se necessário, sem nem sequer um copo d’água para ajudar a desengasgar aquele sufoco que dá no peito. Porque é preciso ser forte. Sempre!
Não há outra opção, não há desculpas, não há saída. Você precisa ser forte!
Seja forte. Seja forte. S.E.J.A.F.O.R.T.E!
Mesmo que acorde com a sensação de que alguém roubou sua vida, mesmo que tenha certeza de que ALGUÉM roubou sua vida. Cara, esta não é a minha vida!!!.... Mesmo que pense: Vale a pena viver?
“A vida é linda”, “a vida é bela”,” a vida é ultrasupersensacional”.  A vida é sufocante, a vida é desnecessária. Cinza, mesmo escura, sem cheio, sem sabor, sem sol, angustiante, frustrante, exageradamente pesada, ela tem de ser vivida. Mesmo que na base do tarja preta, do álcool, da inércia, da anestesia.... Mesmo que se jogando de uma ponte... Você precisa ser forte!
Seja forte. Seja forte. S.E.J.A.F.O.R.T.E! Um dia, está loucura acaba. Um dia, não será mais necessário acordar. Um dia, poderei ser fraco, dar um basta nisto tudo, simplificar as coisas. Apenas mais um dia. Um único dia para não ser nada. Apenas isto já bastaria.
Sem dor, sem angustia, sem pensamentos, sem mantras, sem fortalezas. Ser apenas NADA. Sem força, sem medos, sem.... ser.
O corpo pesa, a cabeça pesa, a alma pesa. Ter, ser, entreter, comover, fazer, exercer, conhecer, saber.... morrer. Mas até para morrer, você precisa ser forte.
Seja forte. Seja forte. S.E.J.A.F.O.R.T.E!
Mesmo enlouquecendo, mesmo sabendo que a ironia das coisas é repetir os mesmos fracassos acreditando que um dia será diferente.
S.E.J.A.F.O.R.T.E!